Rodinha no pé: Parque Nacional do Itatiaia

Na nossa ida a Itamonte fui desde o começo com um foco: conhecer o Parque Nacional do Itatiaia. Pesquisei bastante no Google e me encantei com a paisagem de lá. Queria conhecer as Agulhas Negras, o Maciço das Prateleiras as cachoeiras… Enfim, fiz mil planos, mapas e anotações.

Saímos do centro de Itamonte e pegamos estrada. Foram 32km de uma paisagem linda e de muita subida. Mas, quanto mais subíamos, mais fechadas as nuvens iam ficando e menos se via lá de cima. Podíamos perceber o quão alto estávamos com o movimento das nuvens e também pela mudança de clima. Quando chegamos aos 2.800 metros de altura, onde se encontrava a base do parque, já fazia frio e era impossível enxergar metros a frente por conta da nuvem carregada que pousou sobre aquele local.

Confesso que na hora bateu uma dorzinha no coração por estar ali e não poder fazer o passeio até o fim, mas depois me dei conta de que estava em um lugar incrível e que muito poderia ser explorado e aproveitado daquele local. Então descemos do carro e paramos em alguns pontos que tinhamos gostado do caminho e fotografamos para mostrar pra vocês 🙂

Nesse dia aproveitamos bastante e aprendi que as vezes o que planejamos muito pode mudar em um segundo e que baixar a expectativa e se deixar surpreender pode ser a melhor receita de uma viagem. Percebi também que não são só de dias ensolarados que a vida é feita, temos que saber curtir os dias cinzentos e cheios de nuvens e saber tirar aquilo de mais lindo que eles podem nos oferecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *