Pausa para o café com: Gioconda Clothing

11

10

12

2

1

 

Quem disse que nos nossos momentos em casa devemos estar vestidas com as nossas piores roupas? Esse tempinho tão raro e especial que vivemos em nossos dias deve sim ser regado de charme, conforto e delicadeza. E foi pensando nisso que a Cínthia criou a Gioconda Clothing.

Nos preocupamos tanto com a roupa que vamos vestir para sair de casa que nos esquecemos que aquele momento em que ninguém está nos vendo é tão importante quanto, pois é nele que reservamos o nosso tempo para cuidarmos de nós mesmas; da nossa saúde e do nosso bem estar.

Quer se inspirar mais e curtir a preguiça sem culpa? A Cínthia te explica como:

Cínthia, 31 anos, formação em Artes Plásticas, mas estudei 2 anos de Design de Moda na Santa Marcelina e me especializei em Design Editorial pelo IED.

– O que a motivou a criar a sua própria marca? 
Eu queria trabalhar de forma independente, pois nunca me encontrei no mercado de trabalho e sempre senti meu conhecimento sub-aproveitado. Eu queria explorar meu lado criativo em todas as áreas que eu passei, a arte, a moda e o editorial.

– Como a Gioconda Clothing começou e tomou a forma que ela tem hoje?
Ela surgiu de uma necessidade banal e uma lembrança afetiva de família. Como eu tinha dificuldade para encontrar calcinhas (e roupas no geral) de algodão, eu me lembrei das calcinhas que minha mãe fazia antigamente, com restos de tecidos que ela costurava lençóis.
Então optei por trabalhar somente com tecido de fibras naturais.
Nessa época dediquei toda a minha energia na criação da marca e ela carrega muito do que eu almejava na minha vida.
Depositei toda a minha ânsia por uma vida fora dos padrões convencionais de trabalho e consequentemente de estilo de vida. Pensei que não faria sentido criar uma marca de roupas femininas somente, então fiz um recorte dentro desse universo e foquei em roupas para usar em casa, pra quem curte passar o tempo em casa, curtindo o ócio, o silêncio e o tempo consigo mesmo, algo tão raro hoje em dia.

– Qual a principal mensagem que pensaram em passar quando criaram a marca?
Na teoria, a mensagem principal que permeia a personalidade da Gioconda, é o conforto, que envolve estar bem vestida e a vontade consigo mesmo. Na prática o que a Gioconda dissipa é o direito da preguiça, a necessidade de se dedicar um tempo a si mesmo e ao nada, à anti-produtividade, ao ócio. É muito comum as pessoas sentirem remorso por não estarem fazendo nada, sem se darem conta, mas é extremamente necessário e saudável. Todo corpo precisa dessa pausa, e a Gioconda quer propagar isso.

– Se a Gioconda Clothing fosse uma pessoa, como a descreveria?
Ela seria uma mistura de Frida Khalo com Edie Sedgwick. Teria toda a observação e contemplação que Frida possuía pela vida e pela natureza, mas também pelos prazeres bohemios assim como Edie, e um certo deboche pelo tempo gasto pela maioria das pessoas com coisas ao seu ver, inúteis ou supérfluas. Ela veria calmaria em uma tempestade.

– O que te faz acordar todos os dias satisfeita com o que faz?
A busca pela satisfação é uma luta constante, porém o que me deixa muito contente é ver quando as pessoas compreendem o universo da Gioconda e sentem a brisa boa que ela transmite.

 

Também ficou com vontade de ficar em casa por uma tarde e aproveitar o tempo com você mesma? E se quiser curtir esses momentos a la Gioconda, acompanhe a marca nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/giocondaclothing
Instagram: instagram.com/giocondaclothing
Site: giocondaclothing.com.br

 

Fotos: Luiza Potiens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *